Spaguetti Gambi ao molho de Açafrão (ou Cúrcuma)

Na minha busca por uma vida mais saudável e ingredientes com propriedades anti-cancerígenas, depois de muito desviar o olhar, decidi me render aos poderes da Cúrcuma.

Comprei um sacão (de uns 200 gramas) e comecei a colocar na salada e em várias coisas que como sozinha, além de usá-la na higiene dos dentes como sugeriu a Bela Gil.

E então, recentemente, decidi incluir este tempero maravilhoso na alimentação da família. Mas não fazia a menor idéia de como usar a cúrcuma na hora de cozinhar. Decidi que ia fazer um macarrão com camarão, mas queria fazer um molho de açafrão, como já comemos antes em restaurantes. Mas como usar? Este tempero é super forte e tem um sabor super amargo… por isso eu tinha que saber exatamente a quantidade e como usá-lo. Foi então que, pra variar, recorri ao pinterest.

Encontrei uma receita, que na verdade nem vou postar aqui, por que eu só usei a informação da quantidade e combinação de ingredientes mesmo, e descobri que duas pitadas da cúrcuma são suficientes para dar o sabor e a cor necessários ao prato. Mas descobri também, que o Cominho, que também é um tempero forte e super saudável, vai muito bem junto com a Cúrcuma.

Tratei então de colocar todos os ingredientes juntos e o resultado foi muito bom. Por isso decidi postar a receita aqui.

Vamos lá:

Spaguetti Gambi ao molho de Açafrão

Ingredientes

200 Gramas de Camarões com casca (sem cabeça)

1/3 de um pacote de spaguetti

um punhado de aspargos verders (picados)

3 cogumelos Paris grandes (picados ou fatiados)

meio limão

3 dentes de alho

1 colher de sopa de manteiga

1 colher de sopa de creme de leite

1 colher de chá de amido de milho

sal a gosto

2 pitadas de cúrcuma

1 pitada de cominho

Sal e Pimenta vermelha a gosto

Modo de Preparo

Comece colocando o a água do macarrão para ferver. Não precisa usar óleo na água! Descasque os camarões, e reserve as cascas em uma panela pequena, tempere os camarõoes com sal e o limão. Coloque as cascas para cozinhar com água (o suficiente para cobrir as cascas). Em uma panela grande (de preferencia Wok), frite os camarões na manteiga por 1 minuto de cada lado, retire-os da panela e reserve. Assim que água do macarrão ferver, coloque o spaguetti e acione o timer para 9 minutos. No liquido que restou na panela, frite o alho, acrescente o sal e a pimenta vermelha e em seguida acrescente os aspargos e cogumelos. Deixe-os cozinhar, mexendo sempre,  até que estejam macios. Acrescente então a cúrcuma e o cominho. Neste momento, a água da casca do camarão já deve estar fervendo há algum tempo, e temos aí um caldo de camarão! com uma concha e ajuda de uma peneira, acrescente ao moho que já tem os aspargos e cogumelos, duas conchas deste caldo (A peneira serve para que nenhuma casca seja acrescentada ao molho), adicione também o creme de leite e misture bem.. Enquanto essa mistura cozinha um pouco, misture em uma xícara, o amido de milho a um pouquinho de água fria. Dissolva o amido nesta água e em seguida adicione essa mistura ao molho. Continue mexendo de vez em quando e deixando que o molho depure e engrosse. Quando o tempo de coimento do macarrão terminar, escorra a água e reserve a massa. Quando o molho estiver na consistencia desejada, acresente o macarrão e os camarões. Misture tudo muito bem.

Voi lá 🙂

img_4849

Você também pode colocar outros ingredientes/legumes que te agradem, e o restante do caldo de camarão, você pode congelar e usar em outros pratos como risotos ou sopas.

Creme de Abóbora com gengibre

Na semana passada recebemos uma abóbora Hokkaido na Grüne Kiste.

Sempre que vem algum legume bem grande ou um ramo inteiro de algum vegetal eu fico um pouco insegura se devo IMG_2419confirmar ou não… primeiro por que não sei se damos conta de consumir tudo antes de estragar alguma coisa… segundo por que nunca sei bem o que fazer com esses legumes que não preparo sempre…

Sempre que vem abóbora, eu acabo fazendo sopa… eu sei que poderia colocar também junto com os legumes que faço assados ou até fazer pão.. mas sempre acho que vou acabar abrindo a abóbora inteira e o restante vai acabar estragando…

Aí então eu acabei fazendo uma sopa de abóbora na terça feira. A sopa ficou super gostosa, mas já é a segunda vez que o pequeno acaba não jantando direito por que fiz sopa.. a única sopa que ele come super bem é a de feijão.. então não sei se vou fazer isso de novo… ou se vou ter que deixá-la mais insonsa mesmo e não colocar gengibre…

Fazer sopa creme é super fácil.. de legumes, de abóbora, de batata doce ou de cenoura… o processo é sempre o mesmo. Cozinhar o legume com caldo de alguma coisa e temperos e depois bater no liquidificador.

IMG_2421Desta vez eu usei um caldo de legumes que comprei no Alnatura e que achei super prático por que ele vem em um vidro grande e você usa a quantidade que quiser. (e eu sei que ainda estou devendo mostrar como faz o caldo em casa!)

E além de tudo isso eu morro de dó de jogar todas aquelas sementes fora.. então eu acabo tendo o trabalho de lavá-las e assá-las pra depois comer como petisco.

E aí vai o passo-a-passo de tudo:

Creme de abóbora com gengibre

Ingredientes

1 abóbora hokkaido média, descascada e sem sementes cortada em pedaços

3 dentes de alho fatiados

1 pedaço pequeno de gengibre fatiado

1 colher de sopa de caldo de legumes (ou 1 tablete)

1 litro e 1/2 de água (ou 1 litro e 1/2 de caldo de legumes caseiro)

meio copo de creme fraiche / creme de leite

1 colher de sopa de óleo vegetal/azeite

sal a gosto

Modo de Preparo

Em uma panela grande frite o alho e o gengibre no óleo. cuidado para não queimar! em seguida acrescente a água, o caldo IMG_2374de legumes e a abóbora. Deixe cozinhar em fogo alto até levantar fervura, abaixe o fogo e cozinhe por aproximadamente 20 minutos, ou até a abóbora estar bem molinha. Deixe esfriar um pouco e bata toda a mistura no liquidificador.

Coloque a mistura batida de volta na panela, aqueça novamente e acrescente o creme fraiche aos poucos*.

Sirva com torradinhas.

*Preciso confessar aqui que esta foi a primeira vez que eu coloquei creme fraiche na sopa. O resultado foi ótimo e eu faria isso sempre, mas, confesso que não sei exatamente por que, o creme acabou ficando com pequenas bolinhas na sopa (eu acho que por que a sopa estava quente demais quando eu coloquei o creme fraiche), e por isso eu acabei tendo que passar a sopa levemente na batedeira pra tirar este efeito. Se vocês tentarem a receita em casa, me contem o resultado, ok? 😀

Para as sementes

Lave-as bem e retire todo o excesso de abóbora com o auxílio de uma peneira.

Espalhe as sementes em uma assadeira grande com papel manteiga (se não tiver, melhor não untar, não use nada). Acrescente um pouco de sal por cima.

Asse em fogo alto (200°C) por 40 minutos, mexendo na metade do tempo.IMG_2423

A parte da semente de abóbora que é comestível é a parte de dentro da semente. Ela precisa ser descascada para ser consumida.

e Bom Apetite!!

Fusilli à minha moda (com camarão e brócolis)

O ingrediente que eu mais gosto de preparar para o jantar é macarrão. Com molho vermelho, molho branco, sem molho, ao alho e óleo, “tipo” Yakissoba… Dá pra colocar tudo o que a gente pode imaginar e ainda servir em uma única panela. IMG_2405Eu adoro e os meninos também. O melhor de tudo é poder usar legumes e coisas gostosas e saudáveis junto com ele.

Quando pensei no título desse post fiquei confusa, por que o macarrão que eu ia apresentar pra vocês foi inventado no momento em que ele foi feito com os ingredientes que eu tinha na geladeira… então ele não tem um nome.. mas a minha moda também pode ser qualquer coisa, já que se eu tivesse outros ingredientes na geladeira, ele ainda teria sido à minha moda.. 🙂

O melhor do macarrão é isso: você pode servi-lo com qualquer coisa. Com carne, com frango, com peixe, com frutos do mar, com bacon, com legumes, só com molho…. E ainda pode incluir quase tudo o que tiver na geladeira.. brócolis, vagem, aspargos, cenoura, tomate, cogumelos, cebola, alho, gengibre, azeitonas, etc etc etc.. e finalizar com o molho que quiser.. Molho de tomate, creme de leite, molho branco, molho de queijo, ou até sem molho.

Eu sempre acabo fazendo macarrão para o jantar pelo menos umas 3 vezes na semana… a minha única ressalva é que o pequeno tenha comido macarrão na escola, aí eu prefiro que ele coma algo mais nutritivo a noite, de preferência com mais legumes, batatas, etc…

IMG_2403As vezes eu uso molho de tomate pronto, outras uso só um pouco de extrato de tomate e deixo aquele gostinho de tomate mas sem muito molho, outras uso creme de leite (nunca gostei do tradicional molho branco com leite, manteiga e maisena/farinha de trigo…), as vezes uso molho shoyu e dou uma engrossada com um pouco de água e maisena pra ficar “tipo Yakissoba”.. as vezes termino no forno com bastante queijo pra gratinar… as opções são infinitas e isso é o que eu mais gosto em fazer macarrão. Aliás aqui na Alemanha até o macarrão pode ser orgânico.. adoro!

A única grande diferença entre fazer o macarrão com um ou outro ingrediente, é o momento em que você coloca certo ingrediente na panela… por exemplo: frango e carne precisam ser um dos primeiros a serem fritos/cozidos pois levam mais tempo, já o camarão tem que ser o último, pois ele fica duro se ficar mais do que 5 minutos no calor.

Ontem eu tirei um pacotinho de camarão do freezer (camarão descongela super rápido e é uma ótima opção para aquele IMG_2404dia que eu esqueci de tirar algo do freezer a tempo de estar descongelado pra fazer – eu não gosto muito de usar o microondas pra descongelar), tinha tomatinhos cereja, brócolis, alho-poró e cogumelos na geladeira.. e aí vai a receita do que eu fiz:

Fusilli à minha moda (2 pessoas)

Ingredientes

250g/1\2 pacote de macarrão tipo fusilli/parafuso

1/2 ramo de Brócolis japonês picado, sem o talo*.

100g de camarões

5 cogumelos médios fatiados

7 tomates cerejas cortados na metade

4 dentes de alho fatiados

1/2 talo de alho poró fatiado

1 copo de Creme fraiche (ou creme de leite)

1/2 limão

sal e pimenta a gosto

queijo ralado

IMG_2417* Eu gosto do brócolis mais durinho, por isso, eu não cozinho antes, eu apenas dou um choque com água fervente nele por uns 5 minutos. Se você gosta do brócolis mais molinho, inicie o preparo do macarrão com ele já cozido.

Modo de Preparo

Tempere os camarões com 1/4 de limão e sal a gosto.

Cozinhe o macarrão conforme as instruções do pacote.

Enquanto a água ferve e o macarrão cozinha, inicie o preparo da “mistura”.

Em uma panela grande (de preferência tipo Wok), aqueça 2 colheres de azeite. Frite o alho, em seguida coloque o alho poró, frite por mais uns 3 minutos. Acrescente o brócolis, em seguida os cogumelos e então os tomates. Tempere a mistura com sal, pimenta e o restante do limão. Quando todos os ingredientes já estiverem macios, abaixe o fogo e acrescente então os camarões, logo em seguida acrescente o macarrão já cozido e escorrido, misture tudo muito bem, acrescente o creme fraiche, desligue o fogo e continue misturando até que o macarrão esteja todo coberto em creme fraiche. Tempere com queijo ralado e misture um pouco mais.

Sirva imediatamente.

IMG_2411

Estrogonofe de Frango

Hoje de manhã tirei do freezer um pacotinho de filézinhos de frango pensando em fazer um macarrão para o jantar. Eu sempre compro frango (sassami, peito, coxas ou asas) e logo que chego em casa separo em porções menores e congelo. Assim quando decido o que fazer já tenho a porção com a quantidade exata, e não corro o risco de deixar nada estragaIMG_2279r na geladeira. Acontece que o marido avisou que tinha uma reunião e ia chegar mais tarde, o que significa que eu teria que fazer o jantar com o pequeno junto, e ele ainda não brinca sozinho por mais do que uns 5 minutos… Por isso acabei decidindo fazer o prato preferido deles, que na verdade eu faço mesmo quando eu estou sem imaginação, sem legumes na geladeira, com preguiça ou com pressa: estrogonofe 🙂

Estrogonofe é um prato que faço em 25 minutos contados no relógio. Ainda mais agora que faço a batata frita na Air Fryer… e faço de olhos fechados… de tantas vezes que já fiz na vida… rs

A minha parte preferida de fazer estrogonofe aqui na Alemanha é a oferta abundante de cogumelos frescos. Eu nunca fui fan dos champinhons em conserva que é o que normalmente usamos no Brasil, mas era o que tinha e eu acabava até usando bastante (tanto pro estrogonofe quanto pra outras receitas) mas aqui na Alemanha SEMPRE tenho champinhons IMG_2278frescos na geladeira. Primeiro por que ele até dura bastante tempo, segundo por que é simplesmente uma delícia…

Essa foi a primeira adaptação do meu Estrogonofe aqui na Alemanha. A segunda foi o arroz… Eu acho que faço arroz desde que tinha uns 7 anos… aprendi a refogar o arroz, depois me ensinaram a ferver a água primeiro, mas sempre deixei a água secar como boa brazuca que sou (e odeio arroz parabolizado!). Quando morei na Noruega e os vi fazendo arroz como fazemos macarrão (escorrendo a água depois de contado o tempo do cozimento) eu achei graça e fiz piada do método por muitos anos. Na IMG_2281Dinamarca nosso fogão também era a gás então nunca questionei o meu bom e velho método de secar a água, até bem recentemente… Aqui nós temos um fogão elétrico, super modernoso, e desde que comecei a fazer arroz aqui, seja o tipo que for (jasmim, basmati, etc) ele sempre empapa… se tento ajustar a quantidade de água, fica duro, coloco mais, empapa.. um horror.. e depois de inúmeras tentativas, mordi a língua e passei a fazer o arroz da forma que aprendi na Noruega… refogo a cebola e o alho, o arroz em seguida, coloco bastante água, conto 10 minutos após a água começar a ferver (sem baixar o fogo) e escorro o excesso de água.. voi lá, arroz no ponto! E agora que achei o jeito só compro o Basmati, que é uma delícia!

IMG_2282A batata frita eu já não frito há muuuuitos anos… acho que desde a minha estadia na Noruega também (lá se vão 15 anos!). Antes da Air Fryer eu fazia a batata congelada no forno com o back papier/cookie sheet (taí uma coisa que nunca vi no Brasil e que é uma benção! é um papel manteiga que você usa na forma pra fazer biscoitos sem precisar untar a forma – eu uso até pra fazer pão!) depois de uns 20 minutos a 200 graus ela fica bem gostosa. Não é a mesma coisa que a frita… mas quebra o galho.. Já a Air Fryer consegue deixa-la com gostinho de batata frita no óleo, só que sem óleo em 8 minutos!

E o estrogonofe, além da adaptação do champinhom tem a questão do creme de leite… Aqui não vende creme de leitIMG_2283e da mesma forma que no Brasil. Na verdade existe uma variedade tão grande de opções que eu já errei algumas vezes na escolha… no início eu usava o sahne 21% mas uma vez comprei outra marca e o creme era muito mais ralo.. ficou horrível.. aí passei a comprar o Créme Fraiche (como já fazia na Dinamarca) e foi a melhor coisa que fiz. Ele é bem grossinho como o nosso creme de leite só que sem o soro e como ele é fresco, ele não coalha.Pode ferver a vontade, fica perfeito!

Eu refogo um pouco de cebola e alho, frito o frango picado em seguida e acrescento os cogumelos picados. Depois de tudo frito coloco catchup e o creme de leite. A quantidade de Catchup eu vou adaptando até conseguir a cor que eu quero no molho.

Mais duas dicas que aprendi e que são ótimas:

Eu uso o espremedor de alho e espremo o alho sem descascar. Coloco o dente de alho inteiro e espremo. Sai só o alho espremido, fica só a casca dentro. Dica do Jamie Oliver 🙂

Quando frito a cebola no refogado, sempre coloco um pouco de sal antes de fritar, o sal impede a cebola de queimar e ficar preta/marrom logo. Dica da Nigella 🙂

IMG_2284Receita (quantidades para 2 pessoas)

Para o Estrogonofe:

Ingredientes

6 filezinhos tipo Sassami de frango (ou 1 filé de peito) picados

meia cebola picada

2 dentes de alho picados/espremidos

1 lata de creme de leite/creme fraiche

6 cogumelos tipo paris fatiados

1 colher de sopa de óleo vegetal

Catchup a gosto

Sal a gosto

Modo de fazer

Aqueça o óleo, acrescente a cebola, o alho e um pouco de sal. Deixe fritar até que a cebola esteja transparente. Acrescente o frango picado (temperado com um pouco de sal), deixe fritar até estar levemente dourado mexendo sempre. Acrescente então os cogumelos e quando já estiverem amolecidos, acrescente um pouco de Catchup. Abaixe o fogo, acrescente o creme de leite (se estiver usando creme de leite em lata/caixinha, deixe o fogo bem baixo e não deixe ferver) e vá acrescentando catchup até chegar na cor desejada, mexendo sempre.

Para o arroz (aqui eu explico como faço o arroz no fogão elétrico para que ele não fique empapado):

Ingredientes

Meia xícara de arroz branco, basmati ou jasmim

1 quarto de cebola picada

1 dente de alho picado

1/2 litro de água

1/2 colher de óleo vegetal ou azeite

sal a gosto

Modo de fazer

Aqueça o óleo em uma panela pequena, acrescente a cebola e o alho com um pouco de sal e frite até estarem “transparentes”. Acrescente a água e quando a água ferver acrescente o arroz e mais um pouco de sal. Deixe o arroz cozinhar por 10 minutos em fogo alto e então escorra a água do arroz utilizando uma peneira ou escorredor de macarrão fino.