Pão de Batata Doce

Quando nos mudamos pra Dinamarca, eu comprei uma destas máquinas de fazer pão, por que sabia que lá não teria a opção de comprar pão fresco pela manhã como fazemos no Brasil. Nós usamos muito a máquina, mas os pães feito por ela nunca superaram os pães verdadeiramente caseiros. Aqui na Alemanha existem sim padarias (mesmo que não exatamente no modelo que conhecemos) e é possível comprar pão fresco de manhã. Aqui existe, aliás, uma gama enorme de opções de tipo de pão, e quanto mais escuro o pão, mais popular e mais fácil de você encontrar. photo 6Aqui em casa o café da manhã ainda é, basicamente, pão. E nós, normalmente, compramos estes pães de fôrma beeem escuros e beeem cheios de sementes no mercado mesmo (mas feito na hora) e comemos este mesmo pão a semana toda. Eu confesso que não curto muito os pães integrais.. ainda mais estes bem escuros e duros mesmo como tem aqui, mas é bem verdade que esta é a opção mais saudável. Eu comentei aqui que quando começamos com a Grüne Kiste eu fiquei com um estoque grande de batatas por que ainda não sabia como alterar a compra da semana, lembra? Pois bem, quando isso aconteceu, eu decidi fazer pão com as batatas para usar logo o meu longo estoque, e o gostinho de pão caseiro me fez lembrar que eu sei fazer pão e que não tem nada mais gostoso do que um bom pão caseiro. Umas das memórias mais gostosas da minha infância é de um pão de mandioquinha (batata baroa) que a minha mãe costumava fazer. Quando eu já era adolescente, eu fiz este pão uma vez, mas deste episódio o que ficou mais vivo na minha memória foi o trabalho que dava descascar e amassar a bendita mandioquinha. Tanto que a segunda vez que tentei fazer fiquei com preguiça e a mandioquinha azedou na geladeira de um dia pro outro. Quando já estava casada, um belo dia, senti uma vontade enorme de comer este pão e pedi a receita pra minha mãe. Desta vez, já mais descolada, eu já cozinhei a mandioquinha descascada e usei o meu amassador para amassar a benditas. Sucesso! o pão ficou maravilhoso como sempre, mas me lembrei do trabalho que dava sovar a massa e chegar no ponto de pão…photo 2 Pois bem, quando decidi fazer o tal pão de batata, comentei no facebook que o pão estava delicioso mas meus braços estavam doendo, e alguém lembrou a cabeça de vento aqui, que eu poderia usar a máquina de fazer pão pra sovar a massa! e aí colega… eu nunca mais parei de fazer pão! Foi aí que me deu uma vontade louca do pão de mandioquinha da minha mãe… acontece que mandioquinha aqui na Alemanha… nunca vi! E então eu tive a brilhante ideia de substituir a mandioquinha pela batata doce daqui. Desde então, toda semana tem pão fresquinho de batata doce aqui em casa. E ele é tão gostoso que a gente não come só no café da manhã não.. 😛 Aí vai a receita: Pphoto 1ão de Batata Doce / Mandioquinha Ingredientes 500g de batata doce (ou mandioquinha, se você tiver a sorte de tê-las) 2 ovos 4 colheres de manteiga sem sal 1 lata de leite condensado 700g (tenha 1 kg à disposição) de Farinha de Trigo 2 tabletes de fermento biológico fresco OU 1 colher de sopa/pacote de fermento biológico seco 1 pitada de sal Modo de Preparophoto 4 Cozinhe as batatas sem casca e cortadas em pedaços menores até ficarem bem molinhas e faça um purê. (Eu uso a panela a vapor pelos motivos que descrevi aqui) Reserve. Em uma tigela misture o fermento, meia xícara de água morna e 4 colheres de farinha e deixe descansar por 30 minutos. (Este processo existe para crescer o fermento pela primeira vez – eu costumo misturar a farinha e o fermento e ir acrescentando a água aos poucos para facilitar a mistura e a farinha não empelotar). Depois de 30 minutos, a mistura terá dobrado de volume. photo 3Misture todos os ingredientes colocando a farinha por último e vá misturando e acrescentando farinha até dar o ponto da massa. A massa no ponto fica lisinha e desgruda das mãos. A massa de pão que leva leguminosas muitas vezes continua grudando um pouquinho nas mãos, e não tem problema. Eu costumo usar um pouco de farinha pra separar as partes da massa (essa massa rende muito e como se vê pelas fotos eu uso 3 formas) e coloco direto na forma mesmo quando ela ainda está grudando um pouco. Se for fazer pãezinhos/bolinhas, fica mais difícil fazer sem estar no ponto, mas também dá. O problema é que quanto mais farinha você colocar, menos macio o pão vai ficar. Na máquina de fazer pão eu uso a função “massa” em que ela só sova e deixa a photo 5massa crescer. Mas eu não deixo a massa crescer na máquina, eu só uso a máquina pra bater a massa, depois eu coloco a massa na forma, e deixo ela crescer por 40 minutos. (Como aqui na Alemanha costuma ser frio, eu deixo a massa crescer dentro do forno desligado com uma assadeira com água quente embaixo) A forma precisa estar untada! e como eu odeio untar, eu uso a papel manteiga (back papier) que já comentei aqui. Depois disso eu bato uma gema e pincelo a gema por cima do pão, depois polvilho com açúcar cristal ou demerara. Deixe assar no forno 180° por 20 a 30 minutos (depende do forno). photo 2(1)

Anúncios

3 comentários sobre “Pão de Batata Doce

  1. Pingback: Batatas, batatas, batatas… (Batatas ao Murro + Pão de Batata) | Minha Cozinha na Alemanha

  2. Pingback: Minha cozinha organizada (e sem desperdício) | Minha Cozinha na Alemanha

  3. Pingback: Batatas-doces fritas | Minha Cozinha na Alemanha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s